Alimentação saudável e exercícios ajudam no combate a hipertensão

redacao 26 de março de 2013 0

Foto: DivulgaçãoSegundo dados do Ministério da Saúde, a hipertensão atinge 25% da população brasileira adulta, chegando a mais de 50% após os 60 anos e estando presente em 5% das crianças e adolescentes. É responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. Todo este quadro poderia ser evitado se as pessoas adotassem duas medidas simples: prevenção e tratamento.

“A hipertensão é uma doença que corresponde à elevação da pressão arterial para números acima dos valores considerados normais – igual ou maior que 14.9. Normalmente, o sangue bombeado pelo coração para irrigar os órgãos exerce uma força contra a parede das artérias. Quando a força que esse sangue precisa fazer está aumentada, isto é, as artérias oferecem resistência para a passagem do sangue, dizemos que há hipertensão arterial, ou popularmente pressão alta”, explica a Dra. Frida Plavinik, médica nefrologista e diretora científica da Sociedade Brasileira de Hipertensão.

“Uma situação de estresse pode provocar um aumento da pressão arterial, então, para saber se de fato a pessoa é hipertensa, é preciso fazer medições repetidamente”, esclarece o Prof. Dr. Luiz Bortolotto, diretor da Unidade Clínica de Hipertensão do Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP). Só com o diagnóstico comprovado é que se faz o uso de medicamentos.

Sobre as causas da hipertensão, o Dr. Luiz explica que o principal fator é a hereditariedade: “Além da genética, devemos considerar também alguns fatores como a obesidade, o consumo exagerado de sal, o sedentarismo, o estresse, os maus hábitos alimentares e a alta ingestão de álcool”.

A doença compromete os vasos sanguíneos, coração, rins e cérebro. “Quando o entupimento de um vaso acontece no coração, há o risco de infarto ou de insuficiência cardíaca. No cérebro, o entupimento ou rompimento de um vaso pode levar ao AVC (Acidente Vascular Cerebral) e à demência vascular, enquanto que nos rins há o risco da insuficiência renal”, explica o cardiologista. Todas estas complicações são muito graves e podem ser evitadas com prevenção e acompanhamento médico.

Para uma pressão ideal – 12.8 – siga as dicas
da Sociedade Brasileira de Hipertensão:

  1. Meça a pressão pelo menos uma vez por ano.
  2. Pratique atividades físicas todos os dias.
  3. Mantenha o peso ideal, evite a obesidade.
  4. Adote alimentação saudável: pouco sal, sem frituras e mais frutas, verduras e legumes.
  5. Reduza o consumo de álcool. Se possível, não beba.
  6. Abandone o cigarro.
  7. Nunca pare o tratamento, é para a vida toda.
  8. Siga as orientações do seu médico ou profissional da saúde.
  9. Evite o estresse. Tenha tempo para a família, os amigos e o lazer.
  10. Ame e seja amado.

[service title=”Serviço” size=”32″]

Sociedade Brasileira de Hipertensão – www.sbh.org.br
Incor – www.incor.usp.br

[/service]

Deixe uma resposta »