Ao Leitor – Escolas sem partidos…

redacao 17 de novembro de 2017 0

Editor – Paulo César Cardoso

Definitivamente os meios e formas de comunicação não são mais os mesmos.
Com a internet e um smartphone na mão, agora já podemos tudo.
Podemos até nem mais dar importância ao que está acontecendo ao nosso redor, em nossa casa e até com os nossos filhos.
Numa época de muita informação, já não avaliamos nada muito bem.
A procedência do conteúdo e o que falam não têm tanta importância, o que importa é a quantidade e a rapidez da informação.
Já não temos mais tempo para processar, analisar e escolher o que serve ou não para nós e para quem amamos.
Enquanto isso, nas salas de aula e nos meios de comunicação, temos um exército de formadores de opinião, composto por professores e jornalistas, alinhados a uma corrente partidária, fazendo lavagem cerebral em alunos e espectadores.
A comunicação e a educação imparcial, que aponta os diversos caminhos e deixa o indivíduo chegar a sua conclusão, estão cada vez mais raras, dando espaço a seções de educação doutrinária.
Aqui, o intuito não é debater sobre o que é melhor, direita ou esquerda, mas sim, abrir os olhos para que pais e familiares se informem sobre o que seus filhos estão aprendendo.
É convidar os pais ou responsáveis a se interarem sobre os conceitos éticos que são passados aos seus filhos diariamente e qual o nível de imparcialidade política seus professores têm, para garantir crianças mais críticas e livres para concluírem seus conceitos de vida, a partir de conteúdos completos que mostrem todos os lados e fatos, sem serem tendenciosos.
Escolher o conteúdo do que se vê, lê ou é ensinado, é básico para formarmos uma nação desenvolvida e com muito mais oportunidades a todos. Pense nisso!

Grande abraço, fique com Deus e boa leitura!

Deixe uma resposta »