Dalva e Dito – Inspirado na memória do Brasil colonial

redacao 7 de outubro de 2013 0

COMANDADA POR ALEX ATALA, UMA DAS 100 PERSONALIDADES MAIS INFLUENTES NO MUNDO SEGUNDO A REVISTA “TIME”, A CASA TRAZ AOS BRASILEIROS A CULINÁRIA AFETIVA, QUE REMETE ÀS AVÓS, MÃES E TIAS.

Foto: Divulgação

A partir do sonho de apresentar a culinária do Brasil dentro de um padrão internacional, o chef Alex Atala criou em janeiro de 2009 o restaurante Dalva e Dito. “Queria colocar a cozinha brasileira num pedestal”, diz Atala.

Foto: Divulgação

E o chef realmente conquistou o público transformando, com técnica e aprimora­mento, pratos já conhecidos pelos brasileiros em alta gastronomia. Quanto ao nome que batiza o restaurante, ele revela que é uma lembrança de um casal imaginário que habita a sua criatividade. “Dalva é a primeira estrela que aparece ao anoitecer e Dito, um contrativo de São Benedito, padroeiro dos cozinheiros,” explica.

O CENÁRIO

Com projeto arquitetônico e decoração assinados por Marcelo Rosenbaum e emoldurados pelo paisagismo criado por Gilberto Elkis, a casa com capacidade de 180 lugares, foi inspirada no Brasil colonial. Traduzindo a proposta, paredes de terra avermelhada, enormes muxarabis, mesas feitas com madeira de demolição, piso hidráulico e obras de arte valorizam a arte e tradição popular brasileira. No salão principal, destaque para o painel do artista Athos Bulcão e para a cozinha aparente de 450 m², que permite que o cliente acompanhe o movimento dos 70 funcio­nários nas estações de trabalho.

O MENU

No cardápio, Atala traz uma “cozinha das senhoras brasileiras, das nossas referências de mãe, avó, tia e sogra”, completa. Exemplo disso está nas mais de dez opções de entrada, entre elas as que fazem sucesso, como o Caldinho de Feijão com Pimenta Malagueta, os Palitinhos de Mandioca, Polvo ao Vinagrete e Minipastéis de Vatapá. Ou quem sabe nos pratos principais, que estão divididos entre “Da Terra” e “Do Ar”, carnes e aves, “Das Águas”, peixes, e “Para Matar a Saudade das Avós”, “das Tias”, “das Mães”, que são os acompanhamentos.

Destaque aos pratos que recebem cocção em baixa temperatura, como o Porco na Lata com Purê de Batata e Pequi e para o Pernil, servido no almoço. Já “Para adoçar a vida”, sobremesas como a Espuma de Manga com Sorvete de Coco e Calda de Gengibre, o Creme de Papaia com Catuaba ou, até mesmo, o Creme de Chocolate com Priprioca despertam elogios da clientela. Isso sem falar na tradicional Galinhada, servida todos os sábados a partir da meia-noite com uma atração musical no subsolo.

INOVAÇÕES

Outros diferenciais da cozinha do Dalva e Dito ficam por conta do guéridon (carrinho de serviço), no qual a maioria dos pratos é servida ou finalizada na frente dos clientes; e do trabalho do trancheur, que trincha com habilidade aves e carnes.

Além disso, ao lado do restaurante foi inaugurado há poucos meses o Mercadinho Dalva e Dito, uma espécie de mercearia com bar, onde o visitante pode apreciar drinques e refeições mais rápidas, e ainda levar para casa alguns produtos tipicamente brasileiros, como doces, condimentos, frangos e galetos assados na hora, além de pães da padaria de Atala, Em Nome do Pão.

——————————————————————————————————————

Foto: Divulgação

 

GALINHADA DALVA E DITO

Ingredientes para a galinhada:
1 galinha caipira • 5 dentes de alho • 2 cebolas médias • 4 tomates • 1 pimenta-de-cheiro • 50g de salsinha • 10 folhas de hortelã • 50g de manjericão • 100g de coentro • 1 folha de louro • 50g de colorau • Sal • Pimenta • Óleo de canola

Modo de Preparo:
Corte a galinha em pedaços pequenos e pique os temperos. Misture os pedaços da galinha aos temperos e deixe marinando por 24 horas. Numa panela grande com fundo grosso, refogue a galinha e cubra com água. Deixe cozinhar em fogo baixo por aproximadamente 3 horas. Se preciso, complete a panela com um pouco de água.

 

 

Foto: Divulgação

——————————————————————————————————————

[service title=”Serviço” size=”32″]

Dalva e Dito
R. Padre João Manuel, 1.115 – Cerqueira César
Tel.: 3068-4444 – www.dalvaedito.com.br
Horário de funcionamento:
De 2ª a 5ª, das 12h às 15h e das 19h à 0h; 6ª, das 12h às 15h e das 19h à 1h; sáb., das 12h às 16h30 e das 19h à 0h – A partir da meia-noite inicia-se a Galinhada, que vai até as 3h; dom., das 12h às 17h.

[/service]

Deixe uma resposta »