Dama do Vinho – Enologia na palma da mão

redacao 28 de março de 2018 1

Foto: Divulgação

 Lançado em agosto, o aplicativo sobre vinhos dá dicas de harmonização, notícias e vídeos sobre o assunto.

Pedir táxi, comida, pagar contas e tantas outras atividades corriqueiras do nosso dia a dia se tornaram ainda mais práticas com a chegada de sistemas como IOS, Android e até Windows Phone, que nos permitem baixar inúmeros aplicativos.

Em função desses novos hábitos da vida moderna, a advogada e escritora Alessandra Esteves, certificada em vinhos e destilados pela escola inglesa WSET (Wine & Spirit Education Trust), lançou o aplicativo: “Dama do Vinho”. O app é gratuito e está disponível para download nos celulares com sistema IOS desde o dia 14 de agosto e para o Android desde o dia 15 do mesmo mês.

Ideal para os amantes de vinhos ou simples­mente para os que não querem errar na hora de escolher um rótulo, ele traz: dicas de harmonização; conecta o usuário com publicações, em tempo real, de mais de 400 blogs de vinhos do Brasil e de Portugal; apresenta videocasts com curiosidades como, por exemplo, achar a taça mais recomendada para beber os vários tipos de vinhos; e uma biblioteca com sugestões de livros sobre o assunto. “Uma das áreas mais interessantes do aplicativo ‘Dama do Vinho’ é a aba ‘Harmonização’, na qual o usuário encontra sugestões de vinhos para acompanhar todo tipo de prato: do croquete ao sushi e até sobremesas brasileiras como pudim de leite, pé-de-moleque e brigadeiro”, explica a especialista, que é editora do blog que leva o mesmo nome do app e autora do livro eletrônico “Vinhos da Itália”.

Foto: Divulgação

Confira um bate-papo sobre o interesse de Alessandra pela bebida, sobre o consumidor brasileiro e a tecnologia.

EM DIA – Como surgiu o seu interesse por vinhos?
ALESSANDRA ESTEVES –
Sou de família italiana e espanhola, então o vinho sempre esteve presente no almoço de domingo. Mas, na realidade, foi vivendo na Europa que aprendi a comprar e a apreciar o vinho. Lá pude conhecer as regiões, ler bastante sobre o tema e acompanhar o desenvol­vimento da videira ao longo do ano. Mas até esse momento eu era apenas enófila, ou amante do vinho. Há cerca de dois anos resolvi me profissionalizar na área.

ED – Acha que o brasileiro é um bom apreciador de vinho?
AE –
A cada ano o brasileiro está procurando saber mais sobre vinho e também como apreciá-lo. Vejo o interesse no meu site, que em um ano dobrou de público e pelo podcast, que está entre os mais baixados do iTunes. Recebo mensa­gens dos quatro cantos do Brasil com dúvidas, elogios e perguntas. Cada vez mais o brasileiro quer entender de vinho.

ED – Nesses 10 anos que se dedica ao assunto, viu alguma mudança de comportamento do consumidor?
AE –
Com certeza e a mudança não foi só do consumidor. A indústria no Brasil evoluiu, está bem mais preocupada com a qualidade. Os importadores selecionam bastante o que vão trazer ao mercado. O consumidor está bem mais consciente e agora pesquisa não só preço, mas qualidade. Ele consulta sites, lê revistas, ouve Podcasts, tira as dúvidas e com isso consegue fazer uma melhor escolha na hora de comprar um vinho.

ED – Com a tecnologia, acha que vai haver a banalização do conhecimento? Por exemplo, baixo um aplicativo e por ali julgo que sei de tudo…
AE –
Acredito que não. A tecnologia veio para ajudar e não para dar formação em vinhos. No meu aplicativo, por exemplo, eu falo que comida japonesa combina com um vinho branco aromático como Riesling. É uma sugestão, e isso não impede que o consumidor teste seu sushi com um branco como Sauvignon Blanc e goste também. Tecnologia no formato de aplicativos são meros guias, mas o gosto e a sensibilidade pessoal ainda são mais importantes.

ED – Há algo que não perguntamos e acha interessante falar?
AE –
O consumo de vinho no Brasil ainda é muito reduzido, cerca de 2 litros por pessoa por ano. Nos Estados Unidos são 13 litros por ano e na Europa, em países como a França, o consumo anual chega a quase 45 litros por pessoa. O brasileiro deve entender que o vinho, com moderação, é muito benéfico à saúde e, além disso, é o acompanhamento ideal para qualquer tipo de comida. Basta provar!

Serviço
Dama do Vinho
www.damadovinho.com.br

Um comentário »

  1. Alessandra Esteves 26 de novembro de 2014 em 12:03 - Reply

    Obrigada pela notícia e por compartilhar as informaçoes.
    Grande abraço,

    Alessandra Esteves
    http://www.damadovinho.com.br

Deixe uma resposta »