Descubra quando a queda de cabelo é preocupante

redacao 15 de março de 2018 0
Descubra quando a queda de cabelo é preocupante

Foto: Divulgação

VOCÊ SOFRE DE QUEDA DE CABELO? QUANDO CONSTATAR O QUADRO E O QUE DEVE SER FEITO PARA EVITAR QUE ISSO ACONTEÇA? ESSES SÃO ALGUNS DOS QUESTIONAMENTOS QUE PASSAM PELA CABEÇA DE MILHARES DE HOMENS E MULHERES QUE ESTÃO PREOCUPADOS COM A PERDA DOS FIOS.

Principalmente em mulheres, mas também em homens, é comum notar a queda diária de fios de cabelo que, segundo pesquisas, indicam um número médio de 80 a 150 fios, dos aproximadamente 150 mil fios que fazem parte do couro cabeludo. Porém, é necessário prestar bastante atenção e saber se a queda não está acontecendo em demasia, diagnosticando assim um quadro de queda capilar. “Nas mulheres o tipo mais comum é o eflúvio telógeno, uma queda causada por algum estímulo que debilita o organismo, como parto, amamentação, cirurgia ou dieta restritiva. Já nos homens o tipo de queda mais comum é a alopécia androgênica, que se não tratada leva à calvície”, conta a Dra. Flávia Guglielmino, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

De acordo com a dermatologista Adriana Vilarinho, fatores hormonais, genéticos, deficiência nutricional, estresse, gestação, doenças crônicas como hipotireoidismo e doenças localizadas no couro cabeludo são alguns dos principais fatores que ocasionam a queda de cabelos. E a dermatologista Fabiana Pietro completa dizendo: “Quando ocorre rarefação dos fios, ou seja, o couro cabeludo começa a ficar visível; também quando a queda é tão intensa a ponto de visualizarmos cabelo já no travesseiro pela manhã, são considerados sinais para uma investigação com um profissional da área”.

Já para a doutora Flávia, não menos importante que observar a queda dos fios pela manhã, por exemplo, é verificar o volume e espessura que também são termômetros relevantes. “Além de observar os fios que caem, devemos atentar ao volume total de cabelo, e também notar se os fios estão ficando mais finos”, explica a doutora, que também aproveita para orientar cuidados na hora de lavar ou pentear as madeixas. “O couro cabeludo deve estar sempre limpo, então recomendo para os meus pacientes que lavem conforme a necessidade. Evitem friccionar de maneira exagerada, água quente, condicionador na raiz, aparelhos de modelar e secadores muito quentes.

Para todas as especialistas é necessário procurar um dermatologista. Flávia ainda explica que na consulta o médico poderá fazer exames no couro cabeludo como a dermatoscopia, na qual é possível analisar o folículo piloso. “O tratamento vai depender do tipo de queda, e será diferente para cada paciente, podendo ser realizado com loções, vitaminas, medicamentos orais e procedimentos a laser”, finaliza.

Serviço:
Dra. Adriana Vilarinho CREMESP – 78.300 – www.avdermatologia.com.br

Dra. Fabiana Pietro
CRM – 940.882 – Tels: 2674-5504 / 2673-4348

Dra. Flávia Guglielmino
CRM – 105.247 – www.draflavia.com.br

Deixe uma resposta »