Programa ajuda a diminuir o analfabetismo

redacao 26 de julho de 2017 0

Foto: Divulgação

Não há nada tão importante para uma sociedade quanto a educação. Através dela, garante-se o crescimento econômico e social da nação. Quanto mais as pessoas estudarem, mais oportunidades terão no mercado de trabalho. Afinal, segundo pesquisa realizada pelo FGV/Instituto Votorantim, quem possui pós-graduação tem 422% mais chances de obter emprego do que uma pessoa sem alfabetização.

Com o problema do analfabetismo ainda rondando uma grande parcela da população brasileira – segundo o censo de 2010, 9% das pessoas acima de 10 anos são iletradas, o que chega a quase 15 milhões de habitantes -, o CIEE-Centro de Integração Empresa-Escola de São Paulo desenvolveu um programa gratuito de alfabetização e suplência para jovens e adultos com o objetivo de interferir nas estatísticas e criar uma opção para que essa parcela da população possa voltar a estudar e ter melhores expectativas do ponto de vista pessoal, social e profissional.

Desde 1997, quando o Centro implantou o programa, mais de 57 mil jovens e adultos participaram das aulas. A oportunidade traz também a chance de formação prática de estagiários de pedagogia e das carreiras de licenciatura e magistério como professores. Em junho último, 130 alunos receberam certificados de conclusão do curso, durante solenidade no Teatro CIEE. As 24 organizações que apoiam o programa também foram homenageadas na cerimônia. A série de ações assistenciais do CIEE conta, ainda, com cursos de capacitação gratuitos para jovens, inclusão profissional de pessoas com deficiência, aulas de português para imigrantes, oficinas de empregabilidade para detentos e moradores de rua, orientação jurídica gratuita, entre outros.

Num Brasil onde a desigualdade social se torna cada vez mais cruel, o que ajuda a fomentar os índices crescentes de violência, a educação é uma das poucas possibilidades que temos de vencer a barreira da ignorância e trazer condições reais de os indivíduos exercerem plenamente a cidadania.

Serviço
www.ciee.org.br

Deixe uma resposta »